Cenoura, aneto, salsa e outras plantas usadas na cozinha (os participantes do curso INQUIRE na Rússia testam um guia computorizado de plantas pertencentes à família Umbelliferae)

Botânica | Biodiversidade

Alla Andreeva | 17/04/12 | Moscovo

O que é que estas plantas bem conhecidas têm em comum, para além de o homem as cultivar para seu uso ? Sugerimos uma discussão sobre esta questão durante uma das sessões do curso INQUIRE, de forma a introduzir a diversidade de espécies da família Umbelliferae e os seus usos. Esta lição foi desenvolvida para o curso INQUIRE do Jardim Botânico do MSU, aproveitando a publicação de um livro de referência, intitulado “Umbelliferae da Rússia” e um guia computorizado que contem informação sobre as 288 principais espécies de Umbelliferae que crescem na Rússia. A família Umbelliferae tem sido um dos tópicos de pesquisa de um grupo de cientistas, liderado pelo Prof. M.G. Pimenov, da Universidade Estatal de Moscovo. A publicação deste livro representa o resultado de anos de pesquisa baseado na análise de plantas presentes nos principais herbários Russos e em vários trabalhos de campo. Como resultado deste estudo, no jardim botânico da universidade foi plantada uma extensa coleção de plantas da família Umbelliferae. A outra tarefa será a criação de uma exposição, onde estarão representadas vários exemplares da família Umbelliferae para trabalho com os estudantes.

 

Acidentalmente, em adição às plantas comestíveis e medicinais, pode-se incluir nesta família a Heracleum sosnowskyi, que foi introduzida na Rússia central a partir do Caucáso para alimentação do gado e que agora se transformou num inimigo perigoso que tem vindo a espalhar-se rapidamente pelo país. Esta planta tornou-se um perigo não só para a flora local mas também para a saúde humana, pois esta planta contém grandes quantidades de um composto fotoativo que, em contacto com a pele humana, pode causar queimaduras sérias quando exposta à luz solar. Esta espécie é um exemplo de uma espécie invasiva ativa resultante da atividade humana. Recomendamos o seu uso durante o curso para discussão, de acordo com os seguintes critérios: A Heracleum sosnowskyi enquanto planta que deve ser reconhecida por cada um dos participantes de forma a proteger a sua própria saúde e a ajudar a preservar a flora local. De entre a família Umbelliferae existem também outras plantas que são perigosas para a saúde humana – A Conium maculatum e a Cicuta virosa. Os participantes devem também aprender a identificar estas plantas …

 

Todos os participantes do curso INQUIRE não só tentaram usar o novo guia para estudar o material do herbário do jardim mas também conseguir obter uma cópia do guia em CD para usarem nas suas próprias aulas e atividades práticas.

Este guia apresenta um elevado número de fotografias originais destas plantas no seu estado selvagem e do material existente no herbário, onde são ilustradas as principais estruturas das plantas. Para além de ajudar a identificar as espécies, o guia irá ajudar os estudantes a descobrirem muitas outras coisas acerca das suas características, tais como distribuição e estatuto de conservação. Por exemplo, os alunos podem aprender que as cenouras podem crescer não só nas hortas mas também de forma selvagem, e que em algumas regiões da Rússia se encontram na lista de espécies ameaçadas.

Gostaríamos de agradecer à Doutora T.A. Ostroumova, investigadora sénior no Jardim Botânico e autora do guia, o ter-nos dado a oportunidade de o usar no nosso projeto, com os participantes. Após a conclusão da sessão pelos participantes, prevê-se a edição de nova versão do guia direcionada ao público em geral.

comentários

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar através do formulário abaixo.
Quer comentar? Você precisa entrar ou se registrar nos INQUIRE

login_sign_in      login_join

Acessibilidade

              

apoiado por

  Share on Facebook